Mulher morre após ter atendimento negado na emergência em Hospital no Rio de Janeiro - Se Liga na Notícia
Mulher morre após ter atendimento negado na emergência em Hospital no Rio de Janeiro

Mulher morre após ter atendimento negado na emergência em Hospital no Rio de Janeiro

Compartilhe:

Uma mulher de 54 anos morreu após ter o atendimento negado na emergência do Hospital Getúlio Vargas, na Penha, na Zona Norte do Rio. O caso aconteceu no último sábado. De acordo com reportagem do telejornal Bom Dia Rio, da TV Globo, o filho de Irene de Jesus Bento levou a mãe para a unidade com falta de ar e dor no corpo. Após esperar cerca de meia hora sem qualquer atendimento, ele filmou funcionários, entre eles uma médica que estava em um celular que alegou falta de papel para o não atendimento.

- Ninguém vai atender não? Então está bom. Ela está desde ontem à noite procurante atendimento aqui no Getúlio Vargas e ninguém socorre - questiona Rangel no vídeo, sem resposta de nenhum dos funcionários.

Uma enfermeira acabou aparecendo para tirar a pressão arterial da mãe dele, disse que o caso não era tão grave, e que ele deveria levar a mulher para uma UPA. Segundo o telejornal, a enfermeira alegouque eles consideravam 'baleados' casos graves.
Ainda segundo a reportagem, ele levou a mãe para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Penha, onde ela acabou tendo uma parada respiratória e precisou ser transferida de ambulância novamente para o Getúlio Vargas, onde acabou morrendo. Ela deixou sete filhos, entre elas uma criança de 11 anos.

Procurada, a secretaria estadual de Saúde, responsável pelo Getúlio Vargas, ainda não se manifestou. Ao telejornal eles disseram apenas que iria abrir uma investigação.

Fonte: Jornal Extra.

Pages