Najila, que denunciou Neymar por estupro, é acusada de difamação - Se Liga na Notícia
Najila, que denunciou Neymar por estupro, é acusada de difamação

Najila, que denunciou Neymar por estupro, é acusada de difamação

Compartilhe:


A Polícia Civil denunciou por difamação Najila Trindade, a mulher que acusa Neymar de estupro, por afirmar que a corporação está "comprada" e por isso não esclarece o suposto roubo de provas que comprometeriam o jogador, informaram nesta quinta-feira as autoridades.
A denúncia foi registrada depois que Najila se referiu no programa 'Conexão Repórter', do SBT, ao suposto roubo do tablet onde guardava o vídeo completo de seu segundo encontro com Neymar em Paris.
Quando o jornalista Roberto Cabrini lhe disse que a polícia havia identificado impressões digitais suas e de sua empregada na casa, a jovem respondeu: "A polícia está comprada, não é? Estou louca?".
Suas declarações provocaram um mal-estar imediato na Polícia Civil, encarregada das investigações, que fez a denúncia e emitiu um comunicado defendendo sua "absoluta transparência, neutralidade e imparcialidade".
"A coleta de impressão digital é apenas uma parte do processo investigativo que está em curso pela 6ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM)", lembra a nota, sobre a evolução do caso que sacudiu o Brasil nas últimas semanas.
Também manifestaram seu repúdio às declarações da jovem o Sindicato dos Delegados da Polícia Civil do Estado de São Paulo (Sindpesp) e a Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Adpesp), que emitiram uma nota em defesa do trabalho da corporação.
Os problemas se acumulam para Najila Trindade Mendes de Souza, a jovem brasileira que apresentou no dia 31 de maio uma denúncia por estupro contra o astro da seleção brasileira e do Paris Saint-Germain.
No início desta semana seu terceiro advogado na causa, Danilo Garcia de Andrade, decidiu abandonar sua defesa depois que seu cliente o acusou de estar relacionado com o desaparecimento do tablet com o vídeo.
No momento, apenas um minuto dessas imagens gravadas no dia seguinte do suposto estupro foram vazadas. Nelas Najila aparece agredindo o jogador e reclamando de que ele a teria agredido no dia anterior, durante o encontro do dia 15 de maio em Paris.
Segundo a jovem, no resto do vídeo estariam as provas que sustentam sua acusação de que Neymar a forçou a ter sexo no primeiro encontro, apesar de seus pedidos para que parasse após saber que ele não tinha preservativo.
Fora da Copa América por lesão, Neymar é esperado nesta quinta-feira na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo, a mesma onde Najila depôs na sexta-feira passada, para dar sua versão dos fatos, que o atacante nega, à polícia.

Fonte:YAHOO!

Pages